Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

» Teorias do Jornalismo

Ementa

A disciplina estuda os fundamentos epistemológicos do jornalismo considerando a natureza social da informação e os fatores políticos, econômicos e culturais como estruturantes da prática e do discurso jornalístico. Analisa a origem e evolução das teorias do Jornalismo, do pioneirismo de Peceur ao Newsmaking. Busca identificar como as estruturas operacionais, organizacionais, tecnológicas e a mediação pessoal intervêm no processo de produção da notícia. Visa ainda compreender a atuação do jornalismo na construção social realidade.

Bibliografia

ALSINA, Miguel Rodrigo. La construción de la notícia. Barcelona: Paidós, 1989.

BALZAC, Honoré de. Os jornalistas. Ediouro, 1999.

BELTRÃO, Luiz. Teoria e prática do jornalismo. Mnia.

BERGER, Christa. Do jornalismo: toda notícia que couber, o leitor apreciar e o anunciante aprovar a gente publica. In Jornal: da forma ao sentido. (orgs. Mourice Mouillaud e Sério Porto). Brasília: UnB, Paralelo 15, p. 273-284.

BERGER, Christa; MAROCCO, Beatriz. (orgs.) A era glacial do jornalismo ? teorias sociais da imprensa. Porto Alegre: Sulina 2006.

BERGER, Peter L.; LUCKMANN, Thomas. A construção social da realidade. Petrópolis: Vozes, 1999.

BOURDIEU, Pierre. Sobre a televisão. Jorge Zahar Editor, 1997.

DEFLEUR, Melvin. Teorias da comunicação de massa. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1993.

FERNANDES, Mario Luiz. A proximidade como critério de noticiabilidade na notícia local. Florianópolis: Anais do III Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo, UFSC, 2005.

FONTCUBIERTA, Mar de. La noticia: pistas para percibir el mundo. Barcelona: Paidós, 1996.

GENRO FILHO, Adelmo. O segredo da pirâmide. Editora Ortiz, 1989.

GOMES, Mayra Rodrigues. Poder no jornalismo. São Paulo: Hacker Editores/Edusp, 2003.

______. Jornalismo e filosofia da comunicação. Editora Escrituras, 2006.

GOMIS, Lorenzo. Teoria del Periodismo. Como se forma el presente. Barcelona: Paidós, 1991.

KOVACH, Tom Rosenstiel. Os elementos do jornalismo. Editora Porto, 2006.

KUNCZIK, Michael. Conceitos de jornalismo. São Paulo: Edusp, 1997.

LIPPMANN, Walter. Opinião Pública. Petrópolis: Vozes, 2008.

MARCONDES FILHO, Ciro. A saga dos cães perdidos. São Paulo: Hacker Editores, 2001.

______. O capital da notícia, jornalismo como produção social da segunda natureza. São Paulo: Ática, 1986.

MEDITSCH, Eduardo. O conhecimento do jornalismo. Editora: UFSC, 1992.

MELO, José Marques de. Teorias do jornalismo. São Paulo: Paulus, 2004.

MOTA, Luiz Gonzaga. Teoria da notícia: as relações entre o real e simbólico. In Jornal: da forma ao sentido. (Mourice Mouillaud e Sério Porto. Orgs.). Brasília: UnB, Paralelo 15, p. 273-284.

______. (org.) Imprensa e poder. Brasília: UnB, 2002.

NEVEAU, Erik. Sociologia do jornalismo. Edições Loyola, 2006.

PEUCER, Tobias. Os relatos jornalísticos. Estudos em Jornalismo e Mídia V I n. 2, Florianópolis: Posjor UFSC/Insular, 2004.

PENA, Felipe Pena. Teoria do jornalismo. São Paulo: Contexto, 2005.

PONTE, Cristina. Para entender as notícias. Florianópolis: Insular, 2005.

RAMONET, Ignácio. A Tirania da Comunicação. Petrópolis: Vozes, 2004.

SOUSA, Jorge Pedro. Teorias da notícia e do jornalismo. Chapecó: Argos/Letras Contemporâneas, 2002.

SOUSA, Jorge Pedro. Elementos do jornalismo impresso. Letras Contemporâneas, 2005.

TRAQUINA, Nelson. Teorias do jornalismo. Vols. I e II. Florianópolis: Insular, 2005.

______. O estudo do jornalismo no século XX. São Leopoldo: Unisinos, 2003.

VAN DIJK, Teun. La notícia como discurso. Barcelona: Paidós, 1990.

WOLF, Mauro. Teorias da comunicação. Lisboa: Editorial Presença, 1995.

WOLTON, Dominique. Pensar a Comunicação. Brasília: Editora UnB, 2004.

Próxima

Núcleo de Tecnologia da Informação
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul