Geografia da mídia radiofônica e regionalidade

Ementa

Mato Grosso do Sul é um estado com grande extensão de fronteira seca, o que permite um intercâmbio sócio, econômico, político e cultural significativo nas cidades fronteiriças. Esse contexto acaba por influenciar na composição dos sistemas e das estruturas da mídia radiofônica no âmbito regional. Além disso, na região fronteiriça, as emissoras de rádio apresentam uma estrutura diferenciada com relação à produção dos conteúdos e a disseminação de informações e de entretenimento. Um dos diferenciais é a transmissão em mais de um idioma, configurando um cenário de múltiplos significados com relação à estrutura de produção e de veiculação dos programas radiofônicos. Algumas emissoras trabalham também com o conceito de binacionalidade, caracterizada por uma ?legalidade? fronteiriça que perpassa os conteúdos divulgados e agentes da comunicação regional como as fontes e os responsáveis pela produção das informações. Na proposta de Geografia da Mídia Radiofônica e Regionalidade está também a análise de como meios de comunicação extrapolam os limites geográficos de um país e as discussões sobre a territorialidade, os espaços da fronteira sul-mato-grossense e as relações midiáticas que acontecem nesta região.

Bibliografia

BAREIRO, Heródoto & LIMA; Paulo Rodolfo de. Manual de radiojornalismo. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

CAMPONEZ, Carlos. Jornalismo de proximidade. Coimbra: Minerva Coimbra, 2002.

FADUL, Anamaria. Cultura e fronteiras comunicacionais no Mercosul. São Paulo: ECA/USP. Paper apresentado na Universidade McGill, Canadá e Instituto e Estudos Transnacionais (México) em Montreal, 21-26 fevereiro, 1995.

FERRARETO, Luiz Artur. Rádio no ar – o veículo, a história e a técnica. Porto Alegre: Sagra Luzzatto, 2000.

LOPEZ GARCIA, Xosé. Médios locais do futuro em com futuro. In: LEDO ANDION, Margarita, KUNSCH, Margarida. (Orgs). Comunicacion audiovisual: investigácion e formación universitárias. II Colóquio Brasil-Estado Espanhol de Ciências da Comunicácion. Santiago de Compostela:

Univ. de Santiago de Compostela/Intercom, 1999.

MCLEISH, Robert. Produção de rádio. São Paulo: Summus, 2001.

MOREIRA, Sônia Virgínia. O rádio no Brasil. Rio de Janeiro: Rio Fundo Editora, 1991.

_______. DEL BIANCO, Nélia R. (org.). Rádio no Brasil – tendências e perspectivas. Coleção GTs Intercom n. 8: UERJ/UNB. 1999.

MULLER, Karla. Mídia e fronteira. Tese (doutorado em Comunicação). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Porto Alegre, 2003.

ORTRIWANO, Gisela Swetlana. A informação no rádio: os grupos de poder e a determinação dos conteúdos. São Paulo : Summus, 1985.

PRADO, Emílio. Estrutura da informação radiofônica. São Paulo: Summus Editorial. 1989.

SOVIK, Liv (Orgs). Lugar global e lugar nenhum. São Paulo: Hachers Editores, 2001.

Próxima