Grupos de Pesquisa

Grupo de Pesquisa – Cotidiano e noticiabilidade na imprensa sul-mato-grossense: interfaces entre jornalistas, assessores e público

O projeto objetiva dimensionar as reflexões teóricas sobre as dinâmicas de seleção e de compreensão das notícias para a realidade sul-mato-grossense. Como recorte empírico, a pesquisa deve se sustentar nas relações entre cotidiano e noticiabilidade (isto é, os parâmetros que levam um determinado assunto a receber a valoração de notícia) em quatro cidades: Campo Grande, Corumbá, Dourados e Três Lagoas. No campo teórico, parte-se da premissa de que o conceito de noticiabilidade configura um constructo eminentemente cognitivo – ou seja, que diz respeito a julgamentos individuais – de jornalistas ou não – projetados sobre os acontecimentos do mundo fenomênico. Da mesma forma, entende-se que as ideias de noticiabilidade e de notícia não são noções equivalentes, uma vez que representam constructos teoricamente distintos: enquanto a noticiabilidade é definida no nível individual de análise e leva em consideração a questão da saliência pessoal que um evento provoca, a notícia consiste em um artefato social complexo formatado por níveis de influência que variam das opções individuais dos jornalistas às mais amplas estruturas socioculturais presentes na sociedade. Serão privilegiados nas análises comparativas os procedimentos metodológicos da análise de conteúdo de jornais e da pesquisa qualitativa voltada a três grupos sociais de importância determinante na cadeia comunicativa do jornalismo: os jornalistas profissionais, os assessores de imprensa e o público em geral.

Coordenador: Prof. Dr. Marcos Paulo da Silva

Grupo de Pesquisa – Documentário, Realidade e Semiose

Criado em 2005, investiga aspectos semióticos da representação da realidade através dos sistemas audiovisuais documentários. Utiliza como referenciais teóricos a Semiótica e a Teoria da Realidade de Charles Sanders Peirce, a Teoria do Umwelt de Jacob von Uexkül e o rol de teóricos da Teoria Realista do Cinema Documentário. No âmbito da atividade audiovisual, produz documentários acadêmico-instucionais, científicos e ambientais. No âmbito teórico, analisa documentários sob o viés da semiótica e do realismo cinematográfico. Desde 2009 vem se dedicando à tecnologia e a linguagem do documentário estereoscópico 3D. Tem desenvolvido contatos nacionais e internacionais inserindo-se no círculo de pesquisadores e realizadores de filmes estereoscópicos 3D. Atualmente desenvolve a pesquisa “Incidência da Estética Realista na Imagem Estereoscópica”. Desde 2014, o grupo integra o Mestrado em Comunicação da UFMS, dentro da linha de pesquisa “Linguagens, Processos e Produtos Midiáticos”.

Coordenador: Prof. Dr. Hélio Augusto Godoy de Souza

http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/6566687889525706

Grupo Mídias ambientais

O grupo busca contribuir na formação de pesquisadores cujas produções, intelectual e científica, fortaleçam as relações entre o saber científico e o ambiental, em especial no jornalismo científico, no jornalismo ambiental, na comunicação ambiental e na comunicação e saúde. Criou o Núcleo de Jornalismo Científico e a Agência de Notícias Ciência e Notícia, especializada em Jornalismo Científico. A agência está operando desde setembro de 2009, quando também foi realizada a I Oficina de Divulgação Científica.

Coordenadora: Profª. Drª. Greicy Mara França

Grupo Cultura midiática, identidade e representação social

Criado em 2007, promove pesquisa orientada à cultura midiática relacionada à construção da realidade social e da identidade sociocultural dos espectadores. As atividades de pesquisa concentram-se na análise de emissão e recepção de produtos da mídia, trabalhando a produção de sentido que se dá no encontro entre texto e receptor. Fomenta o interesse, a qualificação e a produção acadêmica sistemática de seus participantes no que tange a esse objeto de estudo.

Coordenadora: Profª. Drª. Márcia Gomes Marques

Grupo de Pesquisa em Ciberjornalismo – CIBERJOR

Criado em 2008, contribui para o desenvolvimento e aprimoramento do Ciberjornalismo. Suas pesquisas são aplicadas na realidade social local e em todo país. Tem apoio das empresas jornalísticas locais, principalmente as que se dedicam ao ciberjornalismo. Integra a rede de pesquisadores liderada pelo Grupo de Pesquisa em Jornalismo Online (GJOL) da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

Coordenador: Prof. Dr. Gerson Luiz Martins

Grupo Mídia, identidade e regionalidade

Estuda os sistemas e estruturas dos meios de comunicação em âmbito local, regional e de fronteiras entre Mato Grosso do Sul (Brasil), Paraguai e Bolívia. Desenvolve as pesquisas Perfil da pequena imprensa de Mato Grosso do Sul, que lançou em 2011, o Portal de Mídia com dados de todos os meios de comunicação de Mato Grosso do Sul (www.portaldemidia.ufms.br); Características do jornalismo na fronteira entre Mato Grosso do Sul e o Paraguai.

Coordenador: Prof. Dr. Mario Luiz Fernandes